Depec atua de forma conjunta para elaboração de pedido de situação de emergência em Canindé

postado em: Sem categoria | 0

Após o desastre ocorrido no último sábado pelas fortes chuvas, órgãos públicos trabalham para minimizar os danos sofridos

 03 de dezembro de 2021

Desde o início desta semana, as equipes do Departamento Estadual de Proteção e Defesa Civil de Sergipe (Depec) estão avaliando o cenário e desenvolvendo soluções para o restabelecimento dos locais afetados pelo incidente ocorrido no último sábado, 27, no município de Canindé do São Francisco, para mitigar os danos sofridos pela população.

A Defesa Civil também participou de uma audiência pública, nesta quarta-feira, 1, junto à promotoria municipal e à prefeitura do município, afim de discutir e analisar a possibilidade de decretar Situação de Emergência e encaminhar toda documentação devida para o Governo Federal.
Segundo o Depec, caso seja reconhecida a situação pelo Governo Federal, será angariado recursos junto à Secretaria de Proteção e Defesa Civil – Sedec (órgão vinculado ao Ministério do Desenvolvimento Regional/MDR), para aplicá-los de maneira eficiente e solucionar os problemas decorrentes das fortes chuvas, recuperando as áreas da melhor forma possível.

Segundo o diretor do Depec, tenente-coronel Luciano Queiroz, as ações estão sendo realizadas de forma conjunta com vários órgãos a fim de reunir dados para solicitar situação de emergência no município. “Na audiência pública, em que o promotor de Canindé fez um chamamento com todos os órgãos envolvidos na questão do desastre do município, foi passado atualizações de cada órgão, do que está sendo feito na gestão do desastre e o promotor ficou satisfeito com as condutas realizadas. Como vários pontos da cidade foram atingidos, nós tínhamos uma equipe de engenharia analisando os cenários para reestabelecer a situação”, afirmou o diretor.

Queiroz ainda explicou que uma das medidas adotadas foi solicitar apoio ao Departamento Estadual de Infraestrutura Rodoviária de Sergipe (DER/SE), o qual, de imediato enviou e empregou maquinários para fazer desobstruções de alguns córregos que se encontravam com os bueiros entupidos; fez a retirada de escombros decorrente das chuvas; realizou o barramento de vários materiais sólidos, como terra e madeira. Paralelo a isso, outras equipes continuavam com o trabalho assistencial para reestabelecimento de alguns lugares do município, como também o levantamento da quantidade de pessoas afetadas e dos danos causados, para solicitar e decretar estado de emergência e foi informado à prefeitura quais critérios precisariam ser vencidos para se decretar uma situação de emergência.

A Defesa Civil do Estado fez uma reunião com vários órgãos para que fossem providenciadas toda e documentação e os relatórios devidos para serem analisados e encaminhados para a homologação estadual, caso atinja os critérios exigidos para a decretação, conforme orientação da Sedec. “O município ficou de repassar esses relatórios até essa sexta-feira (03) para serem analisados e verificar se atendem aos critérios da Instrução Normativa n. 036, tanto para a homologação estadual como para o reconhecimento federal”, explicou Queiroz.

Sobre a situação de Canindé

O Depec está atuando com suas equipes no município de Canindé do São Francisco, localizado no Alto Sertão sergipano, desde o incidente ocorrido no último sábado (27/11), ocasionado pelas fortes chuvas, o que resultou em vários danos materiais (casas, órgãos públicos, estradas, entre outros) e em duas perdas humanas.

Ainda na madrugada do dia do acontecimento, uma equipe do Depec se deslocou até o local para atuar em conjunto com a Defesa Civil municipal em ações de resposta e assistência às comunidades atingidas pelo desastre, principalmente às pessoas que ficaram desalojadas (pessoas que tiveram suas casas danificadas e foram acolhidas por parentes ou amigos, não necessitando de abrigo público) e desabrigadas (pessoas que tiveram suas casas danificadas e precisaram de abrigo público).