Defesa Civil estuda meios de tornar acessíveis as mensagens emitidas pelo sistema de alerta de desastres

Projeto prevê emissão de alertas em Libras e audiodescrição para pessoas com deficiência

 21 de novembro de 2019

O sistema de alerta de desastres naturais utilizado pelo Departamento Estadual de Proteção e Defesa Civil da Secretaria de Estado da Assistência, Inclusão e Trabalho (Depec/Seit) poderá ganhar mecanismos de acessibilidade para pessoas com deficiência. Uma proposta foi apresentada pelo idealizador do projeto e pesquisador de Ciências da Computação, Jaziel Souza Lobo, na manhã desta quinta-feira (11), na sede do Depec.  A ideia é desenvolver um aplicativo para que o alerta seja transmitido para deficientes auditivos através de vídeos com intérprete em Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS), e para deficientes visuais através de audiodescrição.

A intenção é ampliar o alcance do alerta em Sergipe, de acordo com o secretário executivo da Defesa Civil Estadual, Major Luciano Queiroz. “Encaminhamos os alertas para informar sobre situações de risco iminente, como inundações, alagamentos, temporais e deslizamentos de terra. Como queremos ampliar esse alerta para alcançar o maior número possível de pessoas da capital e do interior sergipano, estamos aqui conhecendo a proposta do professor Jaziel. Quanto mais pessoas forem informadas sobre as situações de risco, melhor para as precauções”, destacou.

A proposta de gerar acessibilidade em sistemas de alerta faz parte do projeto de doutorado em Computação do pesquisador, pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). “Hoje, apresentamos o sistema com acessibilidade para os surdos, mas estamos preparando o aplicativo para que atenda também a outros tipos de deficiência, como a visual. A população de surdos tem grande dificuldade para ler em outras línguas que não seja a Libras, então o nosso objetivo é fazer com que a mensagem chegue para eles da forma mais natural possível”, disse Jeziel, que é também professor do Instituto Federal de Sergipe Campus (IFS).

Ainda de acordo com o pesquisador, o objetivo é gerar vídeos gravados com intérpretes de Libras, a partir dos textos direcionados pela Defesa Civil para cada situação ou indicação de áreas de risco. “A ideia é utilizar a localização da pessoa, para mandar um alerta direcionado geograficamente para a área em que a pessoa se encontra naquele instante. Caso a pessoa esteja transitando por uma área de risco, ela também deverá receber um alerta através do aplicativo, comunicando que aquela área possui riscos e indicando as instruções necessárias”, completa Jeziel.

Atualmente, o sistema de alerta da Defesa Civil é realizado através do envio de SMS, onde um texto em português é enviado com instruções sobre o risco iminente. Para receber o alerta, é necessário fazer o cadastramento via celular. Basta enviar uma mensagem (SMS) para o número 40199, e incluir no corpo da mensagem o CEP da região em que reside ou sobre a qual deseja obter informações. Após enviar a mensagem, em alguns segundos, o usuário receberá uma mensagem de confirmação e passará a receber os alertas emitidos pela Defesa Civil Estadual.

Fotos: Pritty Reis

Última atualização: 22 de novembro de 2019 09:55.

Pular para o conteúdo